Capitão Silvério
Família, a base de tudo!
Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
SONETO DA INGRATIDÃO
Inicialmente tu não eras ninguém
Pegaste carona em todo sucesso
Sei que sozinho não terias progresso
Sem ele não poderias ir além

Cresceste somente falando amém
Antes idolatrado, agora um grosso
O lago límpido tornou-se um fosso
O rico estaria sem ter um vintém?

O novo estaria voltando a ser velho?
O certo estaria voltando a errar?
A crença estaria então a morrer?

Nesse caso, o adulto é um fedelho
Uma história que não dá pra narrar
Ingratidão que temos que varrer
Capitão Silvério
Enviado por Capitão Silvério em 18/10/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários